Salin não fica

on .



O guarda-redes Salin vai abandonar o Marítimo, garantiu esta terça-feira à agência Lusa fonte do clube da 1.ª Liga.


"Divergências de verbas" estão na origem do desenlace, afirmou a mesma fonte, embora o francês tivesse reservado para esta terça-feira uma resposta definitiva.


O problema da baliza dos madeirenses não se coloca para já, nem sequer constitui prioridade para a direção liderada por Carlos Pereira, em virtude de no plantel haver três guarda-redes: Ricardo Ferreira, Welligton e o internacional sub-20 José Sá.


O médio Rafael Miranda, outro dos jogadores em final de contrato, também já disse que não vai continuar no clube e a este juntam-se também João Guilherme, Adilson e Rodrigo António.


Para já, apenas o lateral direito João Diogo renovou o contrato, por duas épocas, mas o clube mostra-se despreocupado, porque, segundo a fonte contactada pela Lusa, existem soluções no mercado que vão ao encontro aos interesses do Marítimo.


Por último, o médio Artur, emprestado pelo clube búlgaro Chernomorets, tem tudo encaminhado para permanecer mais um ano na formação dos Barreiros, em virtude do entendimento entre as três partes envolvidas.