“Em casa mandam os outros” por André Ladeira

on .




Caros amigos,

Esta foi mais uma semana Agri-Doce, no que respeita ao desempenho Verde-Rubro, no jogo de ontem, em que os nossos defrontaram os de Braga.

Num jogo que se resume a duas oportunidades dois golos para os visitantes, e umas quantas oportunidades e zero golos aos da casa.

No entanto, tudo devidamente abençoado por um quarteto fantástico de juízes que de internacionais a única coisa que detêm é o rótulo.

Se não vejamos, o primeiro golo do Braga resulta de uma falta que só o fiscal de linha é que viu, da origem á bola parada que posteriormente o Rafael Miranda ajeitou para o Eder Marcar.

Confesso que considero que o CSM foi sempre superior ao Braga em ambas as partes, teve até várias oportunidades de golo, não fosse a falta de “sorte” de Sami e a qualidade do GR do Braga talvez a historia do jogo tivesse sido outra.

Por outro lado, destaco pela positiva a prestação do Heldon, fez um grande jogo e na minha opinião não devia ter saido, essa saída devia ter sido o prémio para o SAMI.

A estreia do Caveira e do Semedo não desiludiram mas também não deslumbraram, se bem que no caso do primeiro, considero que esteve muito bem e desempenhou as suas funções acima da média, inclusive marcou um grande livre, por outro lado, Danilo Dias, Sami e o Fidelis ainda não regressaram de férias, vamos lá ver se quando eles chegarem as coisas melhoram ligeiramente e começamos a ter a finalização que se exige.

Na Quarta-Feira, no jogo com o Bordéus, o CSM mais uma vez praticou um excelente futebol dominou o jogo mas não conseguiu ganhar, mais uma vez um golo marcado por um central e iniciado por um lateral, uma coisa inédita e que já começa a ser incompreensível.

Os jogos do CSM em casa estão a tornar-se um castigo para sócios e adeptos, cada jogo que se realiza nos barreiros são um tormento para os adeptos e uma alegria quase jucosa para as hostes.

O CSM desloca-se em breve á casa do FCP, num jogo que, a fazer jus à tradição é praticamente vitória garantida, fora de casa o CSM vai imprimir um futebol sofrível, no entanto um dos defesas vai resolver aquilo no fim do jogo, espero que já agora, seja o Briguel.

Na verdade meus caros, as minhas palavras de revolta não se dirigem ao Pedro Martins nem a grande parte do plantel, dirige-se sim a um grupo de dois ou tres jogadores que parecem estar com a cabeça noutro sitio, espero sinceramente que isso se verifique e rendam uns milhões ao CSM, porque estar aqui com a cabeça ali, habitualmente, não dá em nada, vejam os vossos amiguinhos e colega KLEBER, Djalma e outros, daqui a uns dias andam ai pelo Aguiar da Beira.

Por falar em Aguiar da Beira, é o nosso adversário da Taça de Portugal, uma equipa que se encontra a disputar a III Divisão Nacional, irá discutir com o CSM um lugar na próxima fase da

competição, é vitória garantia pois trata-se de um jogo fora de casa e isso meus caros já vem sendo hábito.

Viva o MARITIMO,

André Ladeira