[Juniores] Para já garantida a manutenção

on .

Os juniores do Maritimo garantiram, ontem, a manutenção no Campeonato Nacional da categoria (em equação está ainda a participação numa liguila com o Câmara de Lobos) ao golearem no piso sintético do seu reduto, a frágil formação do Sporting do Pombal, 'lanterna vermelha' da competição e já despromovida à II divisão.

Aliás, a resistência da equipa forasteira durou escassos 18 minutos, período durante o qual ainda denotou alguma organização defensiva e alguma, mesmo que ténue, intenção de contra-atacar. Mesmo assim, o domínio verde-rubro foi notório desde o início, com as oportunidades a surgirem em número elevado, e, neste particular, Dino mostrou-se muito perdulário, desperdiçando três claras situações de golo. O mesmo Dino que, à passagem do minuto 40, finalmente quebraria o enguiço ao finalizar uma boa jogada de combinação do ataque maritimista.

A segunda parte não tem história. Ou tem a história dos golos do Marítimo, perante a quebra física evidente dos jovens do Pombal, cuja resistência durou apenas a primeira parte. O jogo conheceu um sentido único, na baliza de Stefano, que ainda fez o que pôde para evitar o avolumar do resultado. O Marítimo marcou mais cinco golos, com os seus dois avançados em evidência, também pelos golos que ainda falharam e que dariam uma expressão final ainda mais desnivelada no resultado final.

Reacções

Daniel Quintal (Treinador do Marítimo) - "Vitória justa e inequivoca da melhor equipa. Está um primeiro objectivo alcançado, com a garantia da manutenção no campeonato. Vamos agora aguardar pela possibilidade de ainda ter que participar na liguila, com a convicção que se assim for, estamos preparados para a disputar".

Bacelar Simões (treinador do Pombal) - "O jogo teve duas partes distintas, em que na primeira ainda estivemos no jogo. Na segunda parte, fruto do cansaço, porque a equipa viajou hoje (ontem), houve uma quebra evidente dos meus jogadores".

Fonte: DN Madeira